Posts Tagged ‘Ubuntu’

Como ignorar arquivos ou pastas no Subversion

segunda-feira, janeiro 25th, 2010

Se você desenvolve em IDEs como NetBeans, ZendStudio ou outros e um usa Subversion como controle de versão pode ter notado que ao fazer commits os arquivos e pastas usados apenas pela IDE (no NetBeans: nbproject project.properties project.xml) também são marcados para envio. A menos que você trabalhe precisa desmarcar um-a-um, para não atrapalhar o projeto de um colaborador num update e isso é muito chato. Resolver, é simples, basta incluir os nomes na lista de global-ignores do Subversion assim:

Edite o aquivo config, que no caso do Ubuntu fica em ~/.subversion/config e adicione ou edite linha do global-ignores. No meu caso ficou assim:

global-ignores = nbproject project.properties project.xml

Pronto! Agora não serão incluídos nem nos commits e nem nos updates.

como instalar Shutter para fazer screenshots excelentes no Ubuntu

sexta-feira, julho 3rd, 2009

A melhor ferramenta para criar screenshots no Ubuntu (na minha opinião
é claro), seja para divulgar um site, sistema ou para dar suporte
técnico chama-se Shutter1 e vale a pena
conferir.

Como instalar o Shutter via linha de comando?

Na versão Karmic 9.10 do já está no repositório, basta ir direto ao passo 4

1. Edite o /etc/apt/sources.list

sudo nano /etc/apt/sources.list
  1.  
  2. e adicione os repositórios no final do arquivo:
  3.  
  4. <blockquote>#added to install shutter screenshot
  5. deb http://ppa.launchpad.net/shutter/ppa/ubuntu hardy main
  6. deb-src http://ppa.launchpad.net/shutter/ppa/ubuntu hardy main</blockquote>
  7.  
  8. 2. Importe a chave do repositório:
  9.  
  10. <pre lang="bash">wget -q http://shutter-project.org/shutter-ppa.key -O- | sudo apt-key add –

3. Atualize sua bilioteca do apt-get:

sudo apt-get update
  1.  
  2. 4. Instale:
  3.  
  4. <pre lang="bash">sudo apt-get install shutter

agora é começar a usar.

  1. http://shutter-project.org

instalando GD no php5 do Ubuntu

sexta-feira, julho 3rd, 2009

Eu acreditava que a biblioteca GD já estava instalada quando fiz a
instalação via synaptic (LAMP Server)… de qualquer modo é bem simples
instalá-la:

  1. sudo apt-get update
  2. sudo apt-get install php5-gd
  3. sudo /etc/init.d/apache2 force-reload

e pronto!

Como fazer IP estático no Intrepid

segunda-feira, abril 6th, 2009

No ubuntu 8.10 tive problema para deixar o IP estático. Resolvido com a solução #1 do post http://www.ubuntugeek.com/how-to-set-a-static-ip-address-in-ubuntu-810-intrepid-ibex.html

Mas meu resolv.conf se perdia a cada restart. Resolvido travando o arquivo:

sudo chattr +i /etc/resolv.conf

Se mudar de provedor ou precisar editar por outro motivo vai precisar destravar:

sudo chattr -i /etc/resolv.conf

Como habilitar repositório Medibuntu

quinta-feira, janeiro 29th, 2009

Medibuntu (Multimedia, Entertainment & Distractions In Ubuntu) é um repositório de pacotes que não podem ser incluídos na distribuição do Ubuntu por questões legais (copyright, license, patent, etc). Entretanto se você quiser ou precisar instalar alguns codecs ou players específicos poderá adicionar esse repositório facilmente (duas linhas de shell)  seguindo as instruções para sua versão do Ubuntu:

https://help.ubuntu.com/community/Medibuntu

Montando CDs antigos de Mac no Ubuntu com hfsutils

terça-feira, janeiro 20th, 2009

Precisei copiar arquivos de um CD gravado em um Mac meio antigo e googlando achei uma solução1. Na verdade não dá para montar (mount) mas quase isso. Vamos por partes. Primeiro você precisa instalar o hfsutils e o hfsplus com o comando: (mais…)

  1. http://ubuntuforums.org/showpost.php?p=4265307&postcount=3

como instalar um Locale diferente no Ubuntu

sábado, janeiro 10th, 2009

Eu precisei instalar um locale diferente pois meu sistema está em inglês e eu queria rodar um aplicativo específico em português. Depois de pedir ajuda no irc aprendi o seguinte.

Verifique no arquivo /usr/share/i18n/SUPPORTED qual o locale que você quer instalar.

cat /usr/share/i18n/SUPPORTED | grep pt_BR

No meu caso foi o “pt_BR.UTF-8 UTF-8”.

Adicione exatamente a linha correspondente ao arquivo /var/lib/locales/supported.d/local e depois:

dpkg-reconfigure locales

Depois já pode por exemplo executar o aplicativo no locale que instalou (no meu caso o gnucash:

LANG=pt_BR.UTF-8 LC_ALL=pt_BR.UTF-8 gnucash

Rodando o Gnucash no seu idioma

sábado, janeiro 10th, 2009

Instalei o Gnucash semana passada (sudo apt-get install gnucash) e ao executar fui, obvio, logo aceitando a sugestão de ler o manual. Um alerta avisa que o help não está instalado mas me da a dica (sudo apt-get install gnucash-docs) e pronto. O programa roda por padrão no idioma do Locale em uso, que no meu caso é inglês. Mas quis rodar ele em português na esperança do wizard para criar contas (que são todas as categorias) ter detalhes específicos para o Brasil. Para minha alegria tinha mesmo IPTU etc… Então entrei no canal de irc do gnucash e obtive a ajuda que precisava sobre como instalar um Locale diferente no Ubuntu.

Depois de instalado, para rodar efetivamente o gnucash no locale pt_BR foi simples pelo shell:

LANG=pt_BR.UTF-8 LC_ALL=pt_BR.UTF-8 gnucash

Como iniciar o GnuCash no novo Locale a partir do ícone no menu principal?

Para iniciar o gnucash no novo Locale a partir do ícone você precisa 1. criar um script de uma linha que efetivamente inicia no Locale especificado e 2. editar as propriedades do launcher do gnucash para que rode seu script. Uma forma é assim:

1. execute o comando abaixo no shell para criar o arquivo gcash na sua pasta /home/seuUser/bin/ e deixa-lo executável:

mkdir -p ~/bin && echo "LANG=pt_BR.UTF-8 LC_ALL=pt_BR.UTF-8 gnucash" > ~/bin/gcash && chmod +x ~/bin/gcash

2. faça ALT+F2 e execute o programa “alacarte” para editar os ítens do seu menu. Clique com o botão direito sobre o ícone do GnuCash e escolha Propriedades e escreva apena “gcash” sem as aspas no Comando.

Pronto, agora o ícone irá executar o seu script que inicia usando o locale novo.

monitorando ataques no ubuntu

quinta-feira, maio 8th, 2008

Depois de achar que meu Gutsy estava violado devido a uma transferência anormal diária de 1-2 gigabytes resolvi pesquisar ferramentas para monitorar. Achei 2 que me pareceram interessantes e intalei:

  1. Darkstat e
  2. Snort e BASE.

A primeira, Darkstat, monitora o tráfico web na sua máquina e achei neste post. É bem simples e instala direto via apt-get.

Para a segunda instala o Snort, um “sensor” que popula uma bade de dados mysql com possíveis ameaças rastreadas. Essas ameaças podem ser apreciadas e analisadas pelo BASE, uma GUI web que roda no seu micro. Precisei seguir este how-to pois precisa instalar vários pacotes e compilar o snort. Ele instala um servidor web competo com apache2, mysql e php.

Bluetooth no Ubuntu Gutsy

quarta-feira, abril 9th, 2008

Como troquei o celular para um Sony Ericsson z750i com Bluetooth precisei descobrir como fazer para transferir arquivos. Embora ainda não saiba como sincronizar contatos, tarefas e calendário entre o celular e o Thunderbird transferir arquivos já é muito bom!

Como meu micro não tem Bluetooth precisei comprar e plugar um USB Bluetooth Dongle, no meu caso um Encore, que ao ser plugado já foi detectado e apareceu o Manager. Mas ao tentar conectar reclamava de algo. Googlando achei neste post que bastava instalar um tipo de filesystem assim:

sudo apt-get install gnome-vfs-obexftp

Depois disso conectei sem problemas. Ao clicar em conect abre o Nautilus exibindo as pastas do celular.

Ai no help.ubuntu.com aprendi que para o Gutsy basta instalar:

sudo apt-get install gnome-bluetooth

para poder utilizar o recurso de Send-to (Enviar para) tanto do micro para o celular quanto do celular para o micro!

Ah, este outro post também tem dicas incríveis sobre o assunto.